Plante uma Árvore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Corredor ecológico ou corredor de biodiversidade é o nome dado à faixa de vegetação, que podem ter por objetivo ligar grandes fragmentos florestais ou unidades de conservação[1] separados pela atividade humana (estradas, agricultura, clareiras abertas pela atividade madeireira, etc.), possibilitando o deslocamento da fauna entre as áreas isoladas e, consequentemente, a troca genética entre as espécies e a dispersão de sementes

Os Corredores Ecológicos visam mitigar os efeitos da fragmentação dos ecossistemas promovendo a ligação entre diferentes áreas, com o objetivo de proporcionar o deslocamento de animais, a dispersão de sementes, aumento da cobertura vegetal. São instituídos com base em informações como estudos sobre o deslocamentos de espécies, sua área de vida (área necessária para o suprimento de suas necessidades vitais e reprodutivas) e a distribuição de suas populações. A partir destas informações são estabelecidas as regras de utilização destas áreas, com vistas a possibilitar a manutenção do fluxo de espécies entre fragmentos naturais e, com isso, a conservação dos recursos naturais e da biodiversidade. São, portanto, uma estratégia para amenizar os impactos das atividades humanas sob o meio ambiente e uma busca ao ordenamento da ocupação humana para a manutenção das funções ecológicas no mesmo território.

NOSSOS ESCLARECIMENTOS: 1 - No Piloto do PNRE, Cultivo de águas – Circuito Histórico, não temos conhecimentos destes estudos, mas orientados pela pratica e vivência da área da cabeceira do Rio Xopotó, (afluente do Rio Doce, não atingido pelo desastre de Mariana), com inicio na serra da Conceição.

2 – Neste “Piloto” ha pequenas áreas de preservação, Matas Ciliares e remanescentes de floresta.